Pages

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Oi

Hey... Oi, como vocês estão? Nesse momento, já é de noite, mas ainda sim, quis escrever. Para o blog, para os leitores... Se ainda houver.
Eu nem me lembro a última vez que escrevi para o OS, foi a meses atrás e devo dizer que muita coisa mudou. Talvez tudo, mas para vocês, talvez nada.
Não sei se devo pedir "desculpas" ou qualquer outra coisa, realmente não sei. Só quis passar aqui para desabafar/desabar. A minha vida está realmente diferente, e como consequencia, eu também estou. E acho que isso não é uma coisa boa. Não entrarei em detalhes, até porque não faz sentido chegar aqui depois de meses e começar a reclamar.
Eu resolvi escrever hoje, porque estava lendo a tradução de "Just Melody" e joguei uma parte da letra no Google e... Apareceu um post meu. Um dos antigos, acho que nem comentários tinha, mas bateu uma saudade e fui ver o blog. Li sobre a "Tag!" ("11 coisas", alguém se recorda?), li e pensei: "A meses atrás eu era muito idiota. Porém, feliz", não que eu não continue idiota ou feliz... Será? Mas enfim, tem certas coisas que eu parei de fazer, coisas pequenas, mas que antes fazia com frequencia, tipo pensar que meu celular ia explodir ou... Correr para as pombas voarem (?). Talvez isso se chame "crescer" ou "parar de ser idiota", ou outra coisa, mas eu não faço mais essas coisas. Uma pena. 
Eu queria escrever tanta coisa, mas... Sei lá. Por que eu deveria escrever? Esse blog é muito nostálgico. Eu odeio isso. Toda essa nostalgia, esse sentimento de querer voltar a meses atrás, parar o tempo... Isso tudo acaba comigo.
Até hoje, eu ainda tenho alguns textos/resenhas que nunca foram postados, nunca foram terminados e todas as vezes que eu os leio, me pergunto se devo excluí-los. Eu apenas deixo lá. Porque eu não sei. Não sei o que eu faço, então, só deixo como está. Mas... Isso não é legal, sabe? Arrastar algo, até que se torna um pequeno/grande peso. Eu me sinto assim em relação a várias coisas. Blog, scan, vida... Tudo isso foi se tornando um peso, tudo o que me fez feliz, começou a se tornar algo ruim. Eu odiei ter percebido isso, mas não dá para fugir da realidade, por mais que eu tenha evitado pensar nisso, foi essa a conclusão que cheguei. Eu amo aqui. Amo tudo que escrevi, amo todos os comentários, amo todas as coisas idiotas, amo. Mas... Eu nunca fui responsável. Não sou responsável com nada que é meu. Esse é um dos meus maiores defeitos.
Ter que encarrar tudo é difícil, ainda mais sozinha, porém é necessário, só assim as coisas mudam. A vida é realmente complicada, e fica mais complicada quando eu não consigo ver os lados positivos, quando eu simplesmente me deixo afogar pelas minhas depressões e etc. As vezes eu só queria não acordar, mas eu sempre acordo e sempre saio da cama, sempre vou viver o mundo lá fora. Odeio "lá fora". Percebi que odeio várias coisas e odeio isso também. Odiar uma coisa é ruim, odiar várias coisas é pior ainda.
As vezes, eu queria que a "Otome-chan" voltasse, voltasse falando de coisas idiotas, sendo a bobona feliz, mas... Vamos dizer que eu não sei aonde ela foi parar. Acho que ela fugiu para a "colina do arco-íris feliz" e foi viver, porque isso o que eu estou fazendo agora, com certeza não é viver. É existir. Apenas existir.
Eu estou cansada. Mas não, isso aqui, esse lugar, não tem culpa de nada, a única culpada sou eu mesma, essa pessoa que se deixou enganar pelas coisas que pareciam boas, sendo que nem sempre as coisas "boas" fazem bem.
Me sinto vazia. E isso é bem triste, não é? Pois é. Eu penso no que me motiva, o que me prende, o que me faz feliz, porém... Eu percebo que não tem nada. Essa é umas sensações mais terríveis, a sensação do "vazio".
Agora que escrevi tudo isso, eu realmente não sei se vou conseguir postar. É realmente muito pessoal, mas... Eu preciso deixar isso em algum lugar, que não seja só comigo, não, eu já deixei coisas de mais comigo, é realmente muito pesado...
Então... Eu não vou excluir o blog. Não. Eu deixarei ele aqui, até o dia em que a "Otome-chan" voltar e me disser que tem vontade de ser a bobona feliz nos posts. Eu aguardo esse dia. Espero ansiosamente. Espero. Espero que chegue. Esse dia.

Agora... Eu preciso ir, até algum dia. Obrigada.

8 comentários:

Mika-chan disse...

Todos passamos por momentos difíceis, mas como falam: quando uma porta se fecha, duas se abrem ^^ Logo logo tudo vai passar, e você não vai mas simplesmente existir, uma hora você vai achar algo que você diga: Isso realmente me deixa feliz, pode ser uma pessoa, um objeto, qualquer coisa.
irei esperar ansiosa o retorno do Blog ^^
BJS e sempre pense no lado positivo, algumas coisas ruins podem estar acontecendo, mas logo você vai ver que foi tudo para logo depois, você descobrir a verdadeira felicidade.

Larissa Santos disse...

Bem, você me fez lembrar de mim mesma, e conseguiu descrever tudo que eu sentia, me fez recordar dessa "fase" que eu passei e eu chorei lembrando disso '-' WTF?! É..
Acho que em momentos como esse, aparecem as pessoas que vão te salvar, porquê foi isso que aconteceu comigo, ok que ela só apareceu mesmo, mas meu ajudou muito, e sei que você vai voltar a ser a mesma "bobona" de sempre, ou já é, porquê isso já foi postado há um tempo, odeio tudo que faz a gente crescer :c
Mas enfim né.. tchau, bjs..
PS: Eu não me importaria de assustar pombas com você! :D

Mio-chan disse...

Acho que você não precisa a todo momento ser a "Otome-chan" bobona e feliz, sinceramente, não acho mesmo. Esse não foi o motivo pelo qual comecei a ler o blog, realmente não. Comecei por que gostava do que fazia, me identificava contigo, e ainda me identifico pois estou passando pelo mesmo problema existencial que você. Eu andei meio (muito) ausente. Aqui, no meu próprio blog, na vida, as pessoas não me reconheciam mais. Esse tipo de problema é real para todos nós e todos nós passamos por isso. Quantas vezes eu já não postei uma carinha feliz com lágrimas nos olhos.
Peço para que não fique se sentindo assim como eu, vazia, sem utilidade, sem futuro. Não faça isso, você tem utilidade, nem que seja para uma unica coisa/pessoa, mas tem.
Muitas vezes quis parar e excluir meu blog também.. eu não sei se lembra do meu inicio, nosso inicio, mesmo que o seu blog fosse anterior ao meu e vice-versa, era divertido porque era algo novo. Agora não é mais, mas vamos fazer ser.... criar, inovar, rever e essas coisas... não precisa ser boa sempre, só ser boa quando alguém precisa de você! E você já fez isso comigo mais de uma vez.. Mesmo que você não volte à blogosfera ela estará te esperando, eu estarei te esperando e muitas outras pessoas, e estaremos de braços abertos. Independente da volta da velha Otome-chan ou da descoberta de uma nova.
Saiba que aquilo que você fazia/pensava não era idiota. Não para nós!
Seja você, não quem desejam ver! Ganha muito mais com isso!
Felicidades de uma velha amiga, acho eu!

Kissus~

Mio-chan disse...

Agora que li os comentários anteriores... parece bobo, mas tenho um conselho a te dar!
Você não precisa voltar ao que era antes! Nem agradar as pessoas que agradava antes, se for para continuar o blog da mesma maneira que sempre te machucou, não continue. Não estou dizendo para desistir dele, pelo contrário. O blog é seu, então se você cresceu ele crescerá junto com você! Meu blog inicialmente era apenas para colocar resenhas de animes que eu estava assistindo, achei muito monótono depois de uma fase ruim que tive, então o fiz crescer junto comigo e agora, além de animes ele fala também de outros assuntos que ME interessam, não agrade apenas os outros, agrade PRINCIPALMENTE a si mesma e assim estará agradando quem gosta de ti e te aceita!
Grande beijo no coração!

Kissus~

Ana julia Mourao disse...

"Otome-chan" eu conheci seu blog agora tipo a umas 4 horas atrás
E eu li algumas postagens e elas são muito legais divertidas engraçadas bobas e eu adorei vc é incrível é uma pena vc estar triste ou meio em depreçao espero que vc voute um dia e que vc tenha a chance de ler meu comentário então ate qualquer dia ^_^

UNNIE KAWAII disse...

acabei de ler,acho que existe um momento em que todos ficamos meio que sem saber o que fazer..então forças moça e espero que volte o mais rápido possível o/

http://pensamentosdeumagarotanaotaonormal.blogspot.com.br/

Pedro Henrique Chagues disse...

Não conhecia seu blog,acabei aqui por acaso pois estava pesquisando algo relacionado a Yosuga no Sora. Então acabei me interessando pelo blog e li esse post e algumas outras coisas. Sua maneira de pensar é muito parecida com a minha,bom saber que existem pessoas parecidas comigo.

Anônimo disse...

Estou aqui em 2016, lendo seu blog. Sim isso mesmo 2016 pois é, 3 anos depois alguém ainda lê posts antigos, nesse ano você deve ter uns.. 18 anos? Passou muito tempo eu acho, já deve ter amadurecido e muito, talvez esteja fazendo uma faculdade? bom, não sei.

Não conhecia seu blog, achei ele procurando alguns jogos tipo Light Novel, Otome etc, mais bom, já li alguns posts antigos, você é bem divertida, espero que algum dia volte a ser assim de novo quando voltar..
Bem triste isso acontecer, mais espero que seus problemas passem e você volte, não precisa ser uma palhaça/idiota ou alguma coisa que você deve achar que você é, o blog é seu pode postar o que quiser, existem pessoas que talvez gostem, afinal, existe gosto pra tudo! e a gente gostava de você antes, mesmo que tenha mudado ainda sim no fundo talvez ainda seja a antiga Otome-Chan.
Me identifico um pouco contigo, as vezes amadurecemos sim, perdemos velhas coisas que fazíamos que hoje em dia nos machuca e não conseguimos voltar pra o que éramos antes, mesmo sendo coisas bobas éramos felizes com isso, independente do que as pessoas achavam, sempre passaremos por coisas dificeis sim, mais não podemos desistir por causa disso..
Já passei por crise existencial e até hoje as vezes passo, mais não fique assim, mesmo que pra você, você não é um nada, pelo menos pra alguém você fez diferença, pra várias pessoas ou pelo menos uma se lembrará de você, que você fez ela rir, que passou um jogo bom pra ela enfim, mesmo que por 1 segundo pra uma pessoa você ajudou, fez sorrir, chorar, ter vários sentimentos.
Bom, o texto já está ficando grande não é? bom, acompanho um pouco de seu blog a cada dia, mesmo que seja um post.
Tenho doze anos esse ano farei treze e gosto muito do seu blog, mesmo tendo amadurecido e parado, algum dia espero que volte, e se Deus quiser estarei aqui pra ver.
Bom, que Deus te abençoe, e que você volte, talvez..
Emi

Postar um comentário