Pages

sábado, 12 de janeiro de 2013

Akai Ito! ♥



Oi! Como vão kawaiis do meu kokoro? Bem? Sério? Ok. Hehe.
Bom, hoje venho trazer uma lenda asiática muito linda chamada "Akai Ito". Alguém aí já ouviu falar?? Bom, se não ouviu falar eu posso explicar (rimou! Hehe).
A lenda tem origem chinesa que diz que somos conectados a nossa alma gêmea por um fio vermelho (invisível aos olhos humanos) que fica amarrado no tornozelo, a lenda surgiu daí, e com o tempo foi se tornando famosa e até os japoneses tem sua própria versão. Na lenda japonesa, ao invés do fio ser amarrado no tornozelo, o fio é amarrado no dedo mindinho (também invisível aos nossos olhos). As lendas podem ser diferentes mas a idéia central é a mesma. Pessoas destinadas, almas gêmeas, todo mundo tem alguém etc.
Dizem que comprimento do fio aumenta e/ou diminui conforme a situação mas nunca se rompe.
Achei duas histórias que contam um pouquinho da lenda. A primeira história conta a história de um homem que estava para se encontrar com sua noiva, porem no caminho um deus chamado Xiao Lao Yue lhe disse que aquela mulher com quem iria se casar não era sua destinada, e sim um bebê que havia acabado de nascer. Não acreditando nisso, o homem mandou matar o bebê. Anos se passaram e seu casamento estava infeliz e pouco tempo depois ele se tornou viúvo. Achando que nunca mais seria feliz, ele encontra uma mulher e se casa novamente e logo depois descobre que ela era o bebê que tinha mandado matar, mas que estava viva e que lhe fazia feliz. FIM.
A segunda história é sobre um menino que ao caminhar para casa encontra o deus Xiao Lao Yue (você por aqui?! De novo?!) que lhe mostra a garota com quem ele iria se casar e que estava destinado. Como ele era apenas um menino e não se interessava em casamentos, pegou uma pedra e atirou na menina e em seguida correu. Anos se passaram, o garoto cresceu e se tornou um homem, seus pais haviam lhe arranjado um casamento com uma das moças mais bonita do vilarejo e que sempre estava com enfeites em sua sombrancelha. Curioso, o homem perguntou o motivo do enfeite e a mulher respondeu que quando era jovem, um garoto havia lhe atirado uma pedra que lhe causou um corte profundo, deixando uma cicatriz no local. Eis o motivo dela usar os enfeites. Logo o homem percebeu que aquela era a mulher que ele estava destinado desde criança. FIM.
Muito lindas as histórias, não? A primeira eu já tinha ouvido porque um tio meu havia contado, mas nem lembrava dela... Acho que tinha uns oito anos por aí, então fiquei contente ao poder le-la de novo, hehe. A segunda eu não sabia que existia porem minhas procuras no Google me levaram até ela, não só me levaram as histórias, como as imagens, sério, tenho oito imagens SÓ sobre a "linha vermelha do destino" no celular (sem contar que está como papel de parede também XD). Sempre quis postar sobre "Akai Ito", essa é o tipo de lenda que eu não me canso e que sempre busco mais e mais, sempre viciada o que me impulsiona a pesquisar muuito, hehe. Conheço essa lenda a alguns anos, graças ao live action com mesmo nome da lenda "Akai Ito", primeiro live que assisti e que chorei... Chorei e muuuito, e a música que não saia da minha cabeça... Enfim, recomendo assistir, tem muito romance e propagandas do "Pocky", hehe.
Acho que eu sou do tipo que acredita nessa tal linha vermelha. Por que? Hm... Acho que não vem muito ao caso mas vou contar mesmo assim. Tenho um primo que está com uns trinta anos (por aí) ele é casado e tem uma filhinha de quatro anos (acho que é quatro... Ou três?), ele conheceu a esposa dele com... (musiquinha de suspense, please) com... Com... 14 anos de idade! Foi sua primeira namorada e acho que seu único amor (sei lá), eles cresceram, fizeram faculdade, se formaram, casaram, compraram uma casa linda, compraram uma cachorra e tiveram uma filha. Isso desde os 14 anos! São o casal que eu admiro e tem horas que eu penso "bem que eu podia conhecer minha alma gêmea com 14 anos né?". Hehe. Enfim... É por isso que eu acredito que existe esse lanche de "alma gêmea", hehe.
Acho que o post fica por aqui, escrevi bastante e fico feli por isso. Meus agradecimentos a quem leu, fico feliz de poder compartilhar tal informação com vocês, meus kawaiis! Para finalizar o post, um trechinho sobre essa linda lenda (não me pergunte quem escreveu, eu não sei, mas é lindo):


"Um fio invisível conecta os que estão destinados a conhecer-se,
Independentemente do tempo, lugar ou circunstância,
O fio pode esticar ou emaranhar-se mas nunca irá partir."


(=^ェ^=) Ja Nee !


12 comentários:

yareindy disse...

Eu li e achei moe :3 já imaginando minha linha aonde vai dar huhu

Sayu disse...

Que kawaiii *W*,já tinha ouvido falar mas nunca soube toda a historia certinha.A versão do japão,do mindinho,fica mais fofo u-u.Poxa Xiao Lao Yue você devia ser tão respeitado...só que não.Acho que se fosse pensar assim também acreditaria afinal tenho um exemplo bem perto de mim,meus pais >3<,imagina?os dois foram ir trabalhar lá no japão(eles são brasileiros descendentes de japoneses)e acabaram se conhecendo no meio do trabalho e tão até hoje juntos e tiveram filhos:eu e meu onii chan *w*
Gostei do post *w*(achei esse trechinho no final tão lindinho e fofo >-<)
Kissus >3<

Coelho K. disse...

Otome-chaan
Que história linda ^^
Me faz pensar dos dias atuais sobre pessoas que casam mas não são felizes, é normal ver isso hoje em dia, mas é meio triste
acho que seria muito bom se essa linha existisse, se bem, vai ver que ela existe mesmo °o°
Mas então, já leu a one-shot "Akai Ito" acho que tem algo haver com essa história, pois também fala que cada pessoa tem preso no dedo mindinho o fio vermelho do destino, mas a história é meio sobrenatural pois o destinado é um vampiro -.-
Otome-chan, obrigado por mais um post ^^

Coelho K. disse...

\o/ otome-chan, quase esquecendo mas esquecendo...
...(cof-cof)
-Feliz Aniversário!

Otome Solitária disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Otome Solitária disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Otome Solitária disse...

Yoo! Sayu!
Néeee! Eu gostei das histórias, esse Xiao-sei-lá-o-quê podia aparecer para mim, hehe, ficaria muito feliz! >.<
Também prefiro a versão do mindinho, uma vez vi uma mulher no tumblr com uma tatuagem da linha vermelha no mindinho, achei muito fofinho, acho que depois disso fiquei com vontade de fazer a tal tatuagem, mas tenho medo de agulhas .-. Kk
Ownt *-* que fofinha a história dos seus pais! >.<
Também gostei do post :P kk. É o trechinho é lindo mesmo, kk, tomara que seja vdd né?
Obrigado por comentar! >.<

Otome Solitária disse...

Coelho-chii >.<
Pois é... Sei lá, são tempos novos e muitos tomam ações precipitadas... É né mas ainda tem os casamentos que dão certo e os amores que duram por anos. >.<
Tenho esperança que ela exista, para uma garota solitária como eu, essa linha seria a luz no fim do tunel, kk. Mas falando sério, ter algo que te dê esperanças para que você não acabe sozinho é ótimo!
Preciso ler esse one-shot! Vai pra lista! >..<
Obrigado por mais um comentário! E por me desejar feliz aniversário se kawaii!! XD

Otome Solitária disse...

Moe mesmo *-* (e clichê, hehe). Espero que seja um otaku, kk... Brincadeira. Sendo alguém que eu ame e que me ame tabem é bom, kk. >.<

Mio-chan disse...

Eu adorei demais essas histórias! Como já havia comentado antes, eu já conhecia sobre Akai Ito e adoro!(agora mais ainda)
Histórias muito lindas!

levovidadeotome.blogspot.com

Juliana B. disse...

Eu sempre acreditei em Akai Ito. É lindo demais...
Quando conheci meu marido eu tinha 14 anos (hoje tenho 21) e ele tinha 18 (hoje 25). Conheci pela internet, num chat sobre animes. Passamos por muitas coisas, namoramos pela internet por 5 anos e quando eu tinha 18 pra 19 anos casamos. Estamos casados há 2 anos e temos um filho de 2 meses. Sempre falamos que nós dois tínhamos Akai Ito, e ainda acredito nisso! =^_^=

Otome Solitária disse...

Juliana-chan,
OMG... Que história fofinha, e vocês ainda são otakus! LoL
Poxa, acho muito legal mesmo, porém a diferença de idade de você era grande, hein? Suponho que tenha sido um pouco complicado, até por que né, namorar pela internet é complicado. :/
Mas mesmo assim vocês continuaram, para, que fofo! Casados e com um filho... Awwwwn. *-*

Obrigado pelo lindooo comentário, haha.

Postar um comentário